Bono Iacobus

PROGRAMA PARA INDIVIDUAIS

O que é o Bono Iacobus?

 

O Bono Iacobus é um serviço turístico, elaborado pela Turgalicia, concebido especificamente para o Caminho de Santiago. Caracteriza-se por permitir efetuar o percurso por etapas, alojando-se em casas de Turismo Rural, onde se inclui o jantar e o pequeno-almoço. Todos os estabelecimentos de Turismo Rural que participam do Bono Iacobus, acolhem o peregrino de uma maneira familiar e oferecem uma gastronomia de qualidade, típica de cada região. Com a sua arquitetura típica, estes alojamentos são verdadeiros expoentes construtivos do mundo rural, reabilitados para que desfrute de todas as comodidades num ambiente que respeitou a arquitetura, a tradição e a história.

Além do Bono Iacobus, a Portugal Green Walks disponibiliza ainda, em exclusivo, a extensão do programa entre o Porto e Tui. Com os mesmos requisitos de qualidade e conforto oferecemos aos nossos clientes a possibilidade de percorrerem o Caminho desde a cidade do Porto até Santiago alojando-se em casas de Turismo Rural.

Desfrute com todos os sentidos do Caminho de Santiago, sem qualquer preocupação.

Porto - Tui

Porto – Tui

Tui - Santiag

Tui – Santiago

 

O CAMINHO PORTUGUÊS

A peregrinação a Santiago de Compostela teve em terras lusitanas uma importante projeção, participando o povo português activamente no desenvolvimento do culto jacobeu.

Já a partir do século XII os peregrinos partiam desde núcleos de população tão importantes como Lisboa, Coimbra, Porto e Braga.

A motivação fundamental desta peregrinação foi religiosa, mas este fluxo secular de pessoas que povoaram os caminhos de Santiago também contribuiu para estabelecer entre Portugal e Galiza profundos laços de intercâmbio cultural, econômico e de pensamento.

A porta de acesso à Galícia do Caminho Português foi e continua sendo Tui. Até à reforma provincial do ano 1833, Tui foi a capital de uma das sete províncias do antigo reino da Galiza. A sua estratégica localização na fronteira do Rio Minho fez desta cidade um lugar, já a partir da época romana (Castellun Tyde).

Posteriormente foi ocupada por suevos e visigodos, e invadida por árabes e normandos. O caminho leva-nos a “Ponte de Sampaio”, onde os 7 e 8 de Junho de 1809 foi travada uma batalha em que os guerrilheiros galegos derrotaram as tropas francesas do marechal Ney, que tentavam submeter a Galícia à obediência napoleónica, e a Cesura, enclave em que o imperador César Augusto mandou construir uma ponte para unir as duas margens do Rio Ulla entre o ano 25 aC e no século I.

O Caminho Português destila história por todas as aldeias, vilas e paragens que atravessa, destacando pela sua transcendência para a peregrinação jacobeia a vila de Padrón. A tradição relata que a este pequeno lugar chegou, para o ano de 44, o corpo do Apóstolo Santiago, transferido desde a Palestina numa milagrosa barca de pedra. A igreja de Santiago de Padrón, acolhe o “Pedrón”, onde segundo a tradição, se amarrou a barca que deu nome a esta cidade.

É em 813, durante o bispado de Teodomiro da próxima sede de Iria Flavia, quando se descobre o lugar em que os discípulos enterraram o corpo do Apóstolo (na floresta de Libredón da atual Compostela). A partir deste fato começa a apaixonante história do Caminho de Santiago.

Ao longo do percurso encontraremos construções de todos os estilos arquitectónicos, de grande valor cultural, a Catedral de Santa Maria de Tui, que se começou a edificar entre 1145 e 1175, a Casa Consistorial de Porriño obra do famoso arquiteto local Antonio Palacios (1874 – 1945 ), a Igreja da Virgem da Peregrina (último quarto do século XVIII), o Convento de São Francisco (s.XIV), e o edifício Sarmiento (século XVII) de Pontevedra, cidade que possui um dos centros histórico-artísticos mais bem conservados de Espanha, a Igreja de Santa Maria de Caldas (s.XIII), onde se aprecia em sua capa a influência da oficina do Mestre Mateus, autor do Pórtico da Glória da Catedral de Santiago de Compostela.

Em Caldas de Reis também nos encontramos com a igreja de Santo Tomás Becket (1890-1894), único templo galego dedicado ao santo arcebispo de Canterbury e grande chanceler da Inglaterra (1118-1170) e vários tipos de pequenos santuários e capelas durante o caminho.

O Caminho Português oferece um ambiente natural que nos leva da montanha para o mar, bordeando as rias de Vigo e de Pontevedra, embrenhando-nos em antigos e frondosos bosques como os de Reiriz, Lombo da Maceira, vale do rio Bermaña o Monte Albor, que nos aproxima das cascatas de Barro e as águas termais de Caldas de Reis.

Um caminho que nos permitirá chegar a Santiago de Compostela seguindo as antigas vias romanas.

CAMINHO CENTRAL

Porto - Santiago

Porto – Santiago

Pt Lima - Santiago

Ponte de Lima – Santiago

Valença - Santiago

Valença – Santiago

Cycle the Way

Caminho de Bicicleta

Places in Bono Iacobus

Find More