Qual é a melhor época para fazer o Caminho de Santiago?

O Caminho de Santiago de Compostela é uma experiência única e, claro, deve ser o mais próximo possível da perfeição. O Caminho é feito em etapas, sendo a primeira delas o planejamento. Qual é a melhor época, qual rota escolher, onde dormir… são algumas das várias informações que deve buscar para iniciar com antecedência o seu planejamento.
Para simplificar, preparamos um breve resumo que ajuda escolher a melhor época para fazer o Caminho Português de Santiago, entre outras dicas importantes!

Melhor época para fazer o Caminho Português:

Escolher os melhores meses para fazer o Caminho Português está entre os aspectos mais relevantes do planejamento. Para uma boa experiência, recomendamos que evite os meses de maior fluxo de peregrinos e as altas temperaturas, entre Julho e Agosto.

Tenha consciência que, as regiões que vai atravessar, o Minho, em Portugal, e a Galiza, em Espanha, têm épocas bem definidas. Isso significa que você pode esperar verões bem quentes e invernos bem frios e úmidos, com alguns microclimas ao longo do caminho.

Escolher a melhor combinação de sem multidões e clima ameno é a melhor estratégia para obter o melhor de sua experiência.

Ano Jacobeu Santiago de Compostela

Em 2021, fazer o Caminho de Santiago será ainda mais especial, pois será o Ano Jacobeu, que acontece quando o dia 25 de Julho, dia de Santiago, coincide com um Domingo.

O Ano Jacobeu, acontece a cada 6, 5, 6 e 11 anos. Por isso, se você deseja absorver a atmosfera espiritual e festiva deste ano santo excepcional, é melhor começar o seu planejamento agora mesmo!

Sozinho ou acompanhado?

Se procura uma experiência, um momento de introspecção e tranquilidade e alguns dias de chuva persistente não são problemas, então os meses de Março e Abril ou Outubro e Novembro são os ideais. Nestes meses, os dias são mais curtos e as temperaturas mantêm-se amenas, apesar da possibilidade de alguns dias de chuva.

Se para você o Caminho é uma experiência sensorial que inclui caminhar acompanhado e conhecer as comunidades locais e outros peregrinos, descobrir paisagens e todos os belos aspectos que a natureza tem para oferecer na primavera e no outono, então os meses de Maio, Junho e Setembro são os ideias. É quando você tem a garantia de ter dias de sol e temperatura amena, mesmo que com um pouco de chuva ocasionalmente, sendo a melhor época para fazer este percurso de peregrinação.

Caminho Central

Quem segue o Caminho Central Português, descobrirá que Ponte de Lima e Valença do Minho (ambas em Portugal) e Pontevedra (em Espanha) oferecem imensas oportunidades para conhecer monumentos e paisagens locais, sendo sempre excelentes cidades para se hospedar.

Ponte de Lima, com uma lenda própria que remonta à época romana, permite passeios descontraídos ao longo das margens do rio Lima com a praça central, denominada Largo de Camões, como o local perfeito para descansar após uma longa caminhada.

A ponte medieval e a igreja gótica são também pontos de parada obrigatórios na visita à vila mais antiga de Portugal!

Do alto de uma colina e no interior de uma fortaleza, Valença do Minho convida a ir para o interior das suas muralhas. Passeie por suas tradicionais ruas e ruelas admirando as antigas igrejas e todo o pequeno comércio local.

Pontevedra, em Espanha, possui o seu centro histórico totalmente pedonal, repleto de praças onde pode, num dos vários restaurantes, bares e cafés saborear as tapas –  um aperitivo local. O seu mercado único, as pontes, as igrejas históricas e o museu da cidade também estão na lista dos imperdíveis!

Caminho da Costa

Quem escolher o Caminho da Costa vai ter uma maravilhosa mistura de história, tradição e paisagens costeiras ao ficar em Viana do Castelo (em Portugal), Baiona, Vigo e Pontevedra (todas em Espanha).

Conhecida como a “princesa do Minho”, Viana do Castelo guarda uma série de tesouros: desde a sua costa virgem, aos edifícios históricos, aos museus e à Basílica de Santa Luzia, construída no topo de uma colina e que permite vistas deslumbrantes em toda a área.

Baiona é onde você pode encontrar a imponente península de Monte Boi e a Fortaleza de Monterreal. Esta encantadora cidade costeira abriga o Museu da Caravel Pinta, bem como várias pequenas praias – ideias para mergulhar os pés, depois de uma longa caminhada . Também no Caminho da Costa se encontra Vigo – uma cidade com a sua zona antiga ainda bem preservada, a catedral e a fortaleza de Castro.

O que comer no Caminho de Santiago?

A região do Minho orgulha-se do seu tradicional pão de milho (broa de milho), porco bísaro curado e caldo verde (uma sopa espessa à base de batata e couve, que também se encontra em vários outros locais do país). Marisco fresco e pratos de marisco também estão à disposição e, sendo Portugal, pode ter a certeza que encontrará o bacalhau cozinhado de várias formas. Termine a sua refeição com um leite de creme e não se esqueça de provar o vinho da casa, ou seja, o famoso Vinho Verde!

Na Galiza não pode faltar o caldo gallego (uma rica sopa de vegetais), além de uma infinidade de pratos de marisco, empanadas e tapas à escolha. Acompanhe tudo com o vinho local Alvarinho e não se esqueça da deliciosa torta de Santiago de sobremesa.
Estamos à disposição para ajudar todos aqueles que desejam descobrir o Caminho de Santiago de uma forma tranquila, confortável e em segurança. Esperamos por você no Caminho!

Caminho Porto Santiago